sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Sem Cabelos Brancos



Cabelos brancos são inevitáveis? Apenas para quem não conhece as dicas que levantamos para combater esses vilões da beleza feminina.
Claudia Altschüller • 19/02/2001

Um fio de cabelo branco incomoda muita gente. Imagine dezenas deles, incomodam muito mais. Não há vaidade que resista. Muitas de nós correm para o cabeleireiro para tingir e desafogar as mágoas. Outras preferem comprar os famosos "shampoos que colorem e tratam dos cabelos ao mesmo tempo" nas farmácias e lojas de departamentos e tentam resolver o problema em casa.

UNHA-DE-GATO
Mas fica uma dúvida. Existe uma fórmula mágica para reverter esse embranquecimento de nossas madeixas? Segundo o antropólogo Pedro Luz, especialista em etnobotânica, existe e é bem acessível. O consumo diário de uma cápsula da erva unha-de-gato, facilmente encontrada em lojas de produtos naturais, faz com que os cabelos voltem à sua cor natural.

Esse verdadeiro milagre foi descoberto por uma antropóloga americana de oitenta anos que tomou os comprimidos e acabou com a cabeleira branca. Mas, como nem tudo é perfeito, há um pequeno inconveniente, a interrupção do consumo faz com que os brancos voltem.

Além do efeito cosmético, a planta, cujo nome científico é uncaria tomentosa , também é indicada no tratamento de artrite, bursite, alergias, diabetes, lúpus, síndrome de fadiga crônica, câncer, herpes, depressão, menstruação irregular e desordens de estômago e intestino.

"A unha de gato fortalece o sistema imunológico do organismo e previne a deterioração orgânica que leva a velhice prematura", afirma a farmacêutica Latife Baraka, do laboratório Amazon Ervas. Outras ervas também prometem resultados.

A escritora Rosy Bornhausen, em seu livro "As Ervas do Sítio", aconselha usar o chá de sálvia bem forte como rinse. Rose garante que, lentamente, os cabelos voltarão à cor normal.

As Ervas do Sítio traz de volta o pioneirismo na divulgação das propriedades medicinais, cosméticas e culinárias das plantas. Com um texto pessoal e despretensioso, a autora Rosy L. Bornhausen apresenta informações necessárias sobre as ervas no dia a dia, mostrando como são capazes de curar, embelezar e dar sabor a nossas vidas. O título resgata um pouco da história e das tradições relativas a dezenas de espécies, revelando os segredos do cultivo, processamento e uso de cada uma delas. Entre as trinta ervas catalogadas estão a babosa, a camomila, a erva-cidreira e o manjericão.

Nenzinha Machado Salles, autora do guia "Sebastiana Quebra Galho", propõe enxaguar a cabeça com chá bem forte feito com folhas de nogueira. Segundo Nenzinha, a fórmula pode até aloirar.

O editor do Jornal Oxigênio, Ricardo Massena, ensina outra receita. A dele leva chá concentrado e coado de sálvia e alecrim e shampoo neutro na proporção de metade metade. "O alecrim escurece enquanto a sálvia é um ótimo antisséptico. Os cabelos ficam também super cheirosos", garante.

Todo mundo diz que arrancar um fio de cabelo branco faz nascer dois. A dermatologista Paula Dadalti, porém, desmente. "Isso é uma lenda". Sorte da banqueteira Mônica Vaz, 32 anos, que arranca cinco ou seis fios há sete anos e não pensa ainda em recorrer às tinturas e tonalizantes. A dermatologista ensina também que, nos casos específicos de aparecimento de cabelos brancos causados pela doença vitiligo, a ingestão da planta serralha é super eficaz no combate aos cabelos brancos.

A botânica Vera Fróes, no livro Alquimia Vegetal – Como fazer sua farmácia caseira da editora Record, vai mais longe e ensina um tratamento "de dentro para fora e fora para dentro". Isso é, shampoo de sálvia na cabeça e chá da planta pra dentro. O shampoo pode ser adquirido no laboratório de manipulação que a botânica possuí em Teresópolis (telefone: 0 XX 21 742-6077) ou ser fabricado em casa.

Anote a receita : misture 70% de lauril (base neutra encontrada em qualquer farmácia de manipulação), 10% de mel, 20% de extrato bem forte de sálvia, quatro gotas de óleo de copaíba (que também combate queda de cabelos), quatro gotas de própolis (conservante natural do shampoo) e três gotas de óleo essencial de sálvia (encontrado em lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação). O produto tem duração de um ano.

"A única diferença para os shampoos industrializados é que ele é menos viscoso porque não contém sal na fórmula". O chá deve ser tomado três vezes por dia. "Recomendo tomar o chá durante sete dias e descansar 14 dias. Se tomar 14, descansar 28", ensina a botânica. Vera também lembra que falta de vitamina A pode gerar fios brancos.

Além das ervas medicinais, massagem capilar pode ser outra aliada nessa guerra aos brancos. A terapeuta capilar Rosa Zaina, que atende no Salão Angellis, faz uma que também é indicada para calvície, seborréia e cabelos danificados por excesso de produtos químicos ."O tratamento estimula a corrente sangüínea e, conseqüentemente, produz um percentual maior de melanina. Uso produtos naturais da Vitaderme", diz.

Para as adeptas de shampoos e cosméticos importados, uma novidade: a Shiseido, famosa empresa de cosmético japonês, está lançando o Sérum Noir, um shampoo e condicionador que contêm o avanço dos cabelos brancos.

O produto não é um colorante, ele trata os fios e os mantêm escuros. Uma pena que as mais badaladas lojas de cosméticos do Brasil, porém, ainda não têm o produto em suas prateleiras. "Ainda não está nos nossos planos comercializar o Sérum Noir no Brasil", diz Cibelle Araújo, da Shiseido do Brasil.

POR QUE OS CABELOS EMBRANQUECEM
Remédios, chás e simpatias receitados, resta saber por que os cabelos embranquecem?

Para o médico geneticista Gerson Carakushansky, professor titular da Faculdade de Medicina da UFRJ, "o cabelo branco é uma das característica do envelhecimento geral que acompanha o envelhecimento das células.

O cabelo vai perdendo a pigmentação. Já o embranquecimento precoce é uma característica de tendência familiar e não necessariamente doença genética. Há também casos relatados de aparecimento acelerado de cabelos brancos por fator estressante. Este é um caso de fatores ambientais influenciando na pigmentação de cabelo". Mais cético, o médico acha que não há como reverter os fios brancos, "só pintando", diz.

Bem, pintar pode ser até uma solução imediata. Mas existem as alergias ao produto e a escravidão de ter que ir sempre aos salões. Pintar requer disciplina, pois nada mais irritante que raízes brancas. As receitinhas acima descritas não têm contra-indicações e são fáceis de seguir. Não custa nada tentar e torcer para que os temíveis fios diminuam de forma natural.

Fonte: aqui

5 comentários:

  1. Ae,vou fazer esse tratamento com unha-de-gato se funcionar postarei aki, como testemunho, o contrario, tambem.

    ResponderExcluir
  2. Vou ficar "na espera". Sempre é bom validar a teoria com a prática :D

    ResponderExcluir
  3. Acho importante alertar o pessoal para o risco de super dosagem da erva unha-de-gato. Fiquei uns três mêses usando. Como não estava adiantando, fui aumentando a dose, além das cápsulas, eu tomava o chá da erva ao invés de tomar água. Além de continuar com os cabelos brancos, meu organismo ficou mais sensível. Os outros comiam a mesmas coisas que eu, mas só dava disenteria em mim, eu ficava uma ou duas horas no banheiro, com dor forte no intestino.. Eu tenho saúde muito boa, sou naturalista, não tomo remédios de drogaria, e mesmo os naturais nunca preciso tomar. Não tomei mais unha-de-gato depois do dia que levantei com tudo rodando (só deitado), de pé não rodava mas dava enjôo, eu vomitava só bilis. A médica fez vários exames, disse que não era labirintite, não sabia o que era, que se desse outra vez era para voltar lá. Faz um mês que parei de tomar, e não tive mais problemas.Minha experiência não é uma prova mas é um indício, é bom tomar cuidado. Quando eu era estudante minha tia Vilma me alertou que fazer a "cura pelo limão" (com superdosagem que vai aumentando até ter que tomar um copo grande de suco puro por dia de uma só vez) descalcificava o organismo, eu achei que era ignorância dela, e fiz assim mesmo: nos anos seguintes fui perdendo meus dentes, um após outro, nenhum dentista descobria porque. Agora tenho um monte de implantes. A macrobiótica é que está certa, "a quantidade altera a qualidade". Em mim a unha-de-gato não escureceu nada os cabelos, mas cada organismo é difierente. Mas se não adiantar em você também, pense duas vezes antes de aumentar a dosagem.

    ResponderExcluir
  4. Preparação do chá unha de gato:
    As doses terapêuticas de unha de gato podem chegar a 20g por dia, sendo uma média de 2-3g por dia. Geralmente, como uma ajuda natural para a artrite e problemas digestivos e de intestino, 3-5g por dia são recomendáveis.
    A dosagem de uma decocção para a saúde geral é de 4g da casca fervida em um litro de água, 1 a 2 chávenas uma vez por dia ou 1 chávena três vezes ao dia, em casos de necessidades especiais. Juntar sumo de limão ou vinagre à decocção, quando ela estiver pronta, permitirá extrair vantagens dos alcalóides e diminuição do tanino. Para isso, juntar ½ colher de café de sumo de limão ou vinagre, por cada chávena de água.

    ResponderExcluir
  5. mais informações:
    http://elizabethprovidasaudavel.blogspot.com/search/label/Unha%20de%20Gato

    ResponderExcluir