quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Doença de Addison





Minha filha veio a óbito em janeiro/2005 em decorrência de LES (Lúpus Eritematoso Sistêmico) diagnosticado uma semana anterior a sua morte. Doença até então desconhecida para nossa família. Não tivemos tempo de aprender a lidar com o dia a dia de um paciente portador de Lúpus, quanto ao que deve ser feito; e, o que deve ser evitado. Li bastante sobre o assunto; e, me desesperei com a minha ignorância sobre a doença; e, a minha fragilidade diante da ausência de informações.

Recentemente meu pai foi diagnosticado como portador da Doença de Addison e novamente me deparo com uma doença tão séria; e, pouco conhecida. E, mesmo com as informações médicas; e, tudo que encontramos disponível na internet... a frase: "cada caso é um caso" se faz verdadeira. Tudo é aprendizado. E, espero contribuir positivamente com aqueles que também precisam conhecer um pouco mais sobre a doença.

A doença de Addison (ou insuficiência adrenal crônica ou hipocortisolismo) é uma insuficiência primária das glândulas suprarrenais (chamadas também de glândulas adrenais), responsáveis pela liberação de hormônios como cortisol e de catecolaminas, como a adrenalina. Ocorre por uma atrofia das glândulas suprarrenais, fazendo com que por vezes elas não produzam o cortisol e a aldosterona em quantidade suficiente para as necessidades orgânicas. O cortisol é importante no processamento do metabolismo dos carboidratos, proteínas e lipídios, entre outras ações, e a aldosterona é um mineralocorticoide responsável pela homeostasia do sódio e do potássio e pelo equilíbrio hidroeletrolítico.

Esta condição pode afetar tanto homens como mulheres, em qualquer idade e é uma doença rara.

A grande maioria dos casos de doença de Addison é em razão de processos autoimunes dirigidos contra as células adrenais. Devem-se à infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), sarcoidose, amiloidose, hemocromatose, câncer, hemorragia adrenal e defeitos congênitos das glândulas adrenais.

Os principais sinais e sintomas da doença estabelecida são, entre outros: fadiga crônica e progressiva, perda de força muscular, perda de apetite e de peso, como perdem sal pela urina, há uma avidez pelo consumo de sal na dieta, hipotensão, hipoglicemia, etc.

Uma parte importante do tratamento é proporcionar uma dieta natural e comer alimentos orgânicos, se possível.

Os pacientes com a doença de Addison tendem a perder quantidades elevadas de sódio, porque as glândulas supra-renais não produzem hormônios mineralocorticoides suficiente para regular os níveis de sódio no corpo. Também tendem a reter potássio porque as glândulas supra-renais não produzem hormônios suficientes para manter normais os níveis de potássio no sangue. Alimentos ricos em potássio devem ser consumidos em quantidades moderadas. Os pacientes também devem ter seus níveis de potássio monitorados regularmente, porque os níveis elevados de potássio pode causar problemas cardíacos. Provoca hipoglicemia ou baixa os níveis de glicose no sangue, porque as glândulas adrenais produzem menos glicocorticoides, que são hormônios que ajudam a aumentar os níveis de açúcar no sangue no sangue, especialmente durante situações estressantes.

Procure um profissional nutricionista capacitado para tratamento e orientações.

O início da doença costuma ser pouco notório, já que as manifestações tendem a apresentar-se de forma lenta e progressiva, ao longo de vários anos ou décadas, conforme o grau de insuficiência na produção de cortisol e das outras hormonas elaboradas no córtex supra-renal.

O sintoma inicial mais comum é uma específica sensação de debilidade, que surge essencialmente ao final do dia e em momentos de stress, quando o organismo necessita de mais cortisol. Contudo, com o passar do tempo, o cansaço apresenta-se em circunstâncias muito variadas, independentemente da atividade realizada, adquirindo uma cada vez maior intensidade até chegar a ser persistente, surgindo até após o repouso noturno.

Uma outra manifestação inicial muito frequente é a perda de peso, igualmente progressiva, que apenas costuma ser detectada quando já é bastante significativa.

Entre as manifestações mais características da doença de Addison é preciso destacar uma progressiva intensificação da pigmentação cutânea, o que se conhece como melanodermia. O mecanismo causador da hiperpigmentação na doença de Addison é curioso, de certa forma, pois o défice de cortisol provoca um aumento da produção de adrenocorticotropina (ACTH), uma hormona hipofisária de estrutura química muito parecida com a da hormona estimuladora do melanócito (MSH) e com efeitos semelhantes, pois consegue estimular a pigmentação cutânea. Por isso, a pele adota uma coloração escura, de tez bronzeada, sobretudo nas zonas do corpo expostas às radiações solares, como a cara, os braços e as mãos, e nas áreas mais submetidas a fricções, como as articulações dos cotovelos, a parte anterior dos antebraços, a cintura e os joelhos. Pelo mesmo motivo, os lábios e as gengivas, as conjuntivas oculares, os mamilos, a região anorretal e as cicatrizes em geral também ficam mais escuras.

Por outro lado, o défice de cortisol e de outros hormônios cortico-supra-renais costuma provocar sintomas muito diversos, tais como problemas intestinais, náuseas e vômitos, irritabilidade, insônia e depressão, diminuição do desejo sexual, ausência de menstruação nas mulheres, tendência para a hipotensão arterial e crises de hipoglicemia (diminuição da concentração da glicose no sangue).

Normalmente, estas manifestações estabelecem-se e intensificam-se paulatinamente. Todavia, existem alguns casos, sobretudo em determinados momentos de stress e de tensão emocional, que favorecem o aparecimento de períodos de manifestação mais intensa dos sintomas, originando crises em que predominam o cansaço, problemas digestivos e a hipotensão arterial. Nos casos mais graves, pode conduzir a um estado de choque cardiovascular.

Tratamento Para a Doença de Addison

O paciente com doença de Addison tem de tomar medicação diária para restabelecer os níveis de hormônios perdidos, de forma a poder seguir uma vida normal.

Em alguns casos, as causas subjacentes da doença de Addison podem ser tratadas. Por exemplo, a tuberculose. Esta é tratada através de antibióticos durante um período de pelo menos seis meses. No entanto, a maior parte dos casos, são causados por uma deficiência no sistema imunitário, que não pode ser curada.

O tratamento geralmente envolve uma terapia de reposição hormonal para o resto da vida, através do uso de corticosteróides (hormonas esteroides). A medicação com corticosteróides é usada para substituir (repor) os hormônios cortisol e aldosterona que o corpo do paciente não produz mais. Esta medicação normalmente é administrada em forma de comprimidos duas a três vezes por dia.

Na maioria dos casos, é utilizado um medicamento chamado hidrocortisona (forma sintética do cortisol) para substituir o cortisol. Outros medicamentos de possível uso são a prednisolona ou a dexametasona, embora estes sejam menos utilizados.

A aldosterona será reposta por um medicamento chamado fludrocortisona (também chamado 9-alfa-fluorocortisol, um corticosteróide sintético). O médico também pode pedir ao paciente que adicione um extra de sal à dieta diária, caso este não esteja a tomar fludrocortisona suficiente.

Normalmente, os medicamentos utilizados para prevenir o avanço ou tratar a doença de Addison, não têm efeitos secundários, a não ser que as doses administradas sejam muito elevadas. Quando o paciente toma doses superiores ás necessárias durante um longo período de tempo, existe o risco de desenvolver problemas nos ossos, ossos enfraquecidos (osteoporose), alterações de humor e dificuldade em dormir (insônia).

Regra geral, a Doença de Addison não afeta a qualidade de vida ou o tempo de vida que o paciente tem. A dieta, o exercício físico e a rotina diária podem ser completamente normais.

Serão necessárias consultas periódicas com um endocrinologista a cada 6-12 meses de forma a avaliar o progresso e ajustar a dose terapêutica do paciente se necessário.

Partindo do princípio de que o paciente toma a medicação sem falhas, os sintomas da doença de Addison devem desaparecer completamente. Deixar de tomar a medicação pode levar a um problema grave chamado crise adrenal (crise addisoniana), podendo resultar em morte. Desta forma o paciente deve:

  • lembrar-se de ir buscar as receitas médicas para comprar os medicamentos
  • ter a medicação de reposição hormonal onde necessário – por exemplo, no carro ou no trabalho e transportar sempre alguns medicamentos consigo
  • tomar a medicação todos os dias, á hora exata
  • levar sempre medicação extra, quando vai para longe (Ex: férias) – geralmente o dobro do que a necessária e o kit (estojo) de injeção (veja abaixo)
  • levar a medicação na bagagem de mão, se viajar de avião, com uma nota do médico a explicar a sua necessidade
  • A pessoa pode também informar os amigos ou colegas da sua doença. E explicar-lhes quais os sinais de uma crise adrenal e o que eles devem fazer se você tiver uma.
Pulseira de Alerta Médico

É sempre uma boa ideia usar uma pulseira ou colar de alerta médico que informa as pessoas que a pessoa tem a doença de Addison.

Depois de um acidente grave, como um acidente de carro, o corpo produz cortisol. Este hormônio ajuda a pessoa a lidar com esta situação estressante e toda a tensão adicional resultado das graves lesões. Como o organismo da pessoa com esta patologia não consegue produzir cortisol, esta vai necessitar de uma injeção de hidrocortisona para repor os níveis deste hormônio (cortisol) e evitar uma crise adrenal.

Outro exemplo. Se por exemplo a pessoa for para o hospital de emergência, os médicos e enfermeiros responsáveis ​​pelos seus cuidados também necessitam saber que o paciente precisa de medicação de reposição de esteroides durante a sua estadia.

Ao usar uma indicação de alerta médico (pulseira ou colar) irá ajudar a equipa médica a tratá-lo/a de acordo com a sua condição, e com a medicação de que necessita.

Ajustar a Medicação

Existem algumas situações, em que a medicação pode precisar de ser ajustada tendo em conta possíveis tensões adicionais no organismo. Pode ser necessário um aumento da dose da medicação, se o paciente:

  • tiver uma doença ou infecção – especialmente com temperaturas de 37.5C ​​(99.5F) ou superiores.
  • tiver um acidente, como um acidente de carro por exemplo
  • realizar uma cirurgia, um procedimento dentário ou médico (tal como uma restauração dentária ou uma endoscopia)
  • realizar exercícios muito extenuantes que normalmente não fazem parte da sua rotina diária

O aumento da dose da medicação ajudará o corpo a lidar com esse possível estresse adicional. Inicialmente será o endocrinologista a monitorar a dosagem e aconselhar o paciente sobre quaisquer alterações necessárias. Com o tempo, e à medida que se acostuma com a doença e sabe o que pode provocar os sintomas, o paciente aprende a ajustar a sua própria medicação. No entanto, é sempre melhor consultar o especialista, quando existem algumas dúvidas.

O Tratamento de Emergência

Além do paciente, a pessoa ou pessoas mais próximas podem e devem ser instruídas (ensinadas) a administrar uma injeção de hidrocortisona em caso de emergência.

Esta ação pode ser necessária caso o paciente entre em estado de choque após uma lesão, ou se tiver náuseas e vômitos ou diarreia e for incapaz de se manter bem apenas com a medicação oral. Esta situação pode ocorrer por exemplo se a paciente estiver grávida e tiver a “doença da manhã”.

Tratamento da Crise Adrenal

A Crise adrenal, ou crise Addisonian, precisa de atenção médica urgente. Ligue o 112 e peça uma ambulância, sempre que você ou alguém que você conheça esteja a enfrentar uma crise adrenal. Os sinais de uma crise adrenal incluem:
  • desidratação grave
  • pele pálida, fria e úmida
  • transpiração
  • respiração rápida e superficial
  • tonturas
  • vómitos e diarreia
  • fraqueza muscular severa
  • dor de cabeça
  • sonolência severa ou perda de consciência
No hospital serão administrados fluidos por via de uma veia do braço de forma a hidratar o paciente. Estes fluidos contêm uma mistura de sais e açúcares (sódio, glicose e dextrose) que vão repor os que estão em falta no organismo. Igualmente também será injetada hidrocortisona para repor o hormônio cortisol em falta.



O tratamento da doença de Addison consiste na terapêutica hormonal substitutiva, isto é, na administração de hormônios sintéticos de ações semelhantes às naturais, cuja produção se encontra em défice. Basicamente, a terapêutica baseia-se na administração de cortisol, normalmente em duas doses diárias, uma de manhã e outra à noite. Este tratamento deve ser mantido ao longo de toda a vida, embora seja necessário ajustar as doses às necessidades de cada paciente e de cada fase da sua vida, sendo por isso fundamental realizar controlos médicos periódicos. Normalmente, os resultados do tratamento costumam ser muito bons - a partir do momento em que o organismo recupera os níveis normais de cortisol, os sintomas cedem e o paciente pode levar uma vida praticamente normal.



FONTE



http://rafaelasampaionutri.blogspot.com.br/2014/11/doenca-de-addison.html

http://www.especialista24.com/tratamento-para-doenca-de-addison/

sábado, 13 de setembro de 2014

Suco Verde - Detox


Os benefícios do suco verde são tantos que parecem não caber em um só copo. A bebida, cujo segredo está na mistura de verduras, legumes, brotos, frutas e sementes, deixa a pele lisinha e jovem, dá disposição, repõe os nutrientes do organismo, desintoxica o corpo e ainda ajuda no emagrecimento por combater a inflamação das células de gordura. Não à toa, ela marca presença diária no cardápio das famosas que desfilam por aí uma silhueta de dar inveja. Basta dar uma olhada no instagram da Gabriela Pugliesi, Carol Buffara e outras celebs.

Para desfrutar de todas essas benfeitorias e entrar para a lista das musas fitness, é preciso tomar o suco em jejum pela manhã - horário de maior absorção de nutrientes pelo corpo -, esperar 30 minutos para comer outros alimentos e seguir uma alimentação saudável. Interessou? Confira ao longo da galeria as receitas preferidas das famosas. 


SUCO 1
· 1 pepino
· 3 talos de aipo
· 2 folhas de couve
· 2 punhados de salsinha
· 1 limão pequeno sem casca
· 1 maçã

SUCO 2
· 1 folha média de acelga com o talo
· 1 maçã com a casca
· 150ml de água de coco
· 4 folhas de hortelã
Modo de fazer
Bater os ingredientes no liquidificador ou centrífuga com um pouco de água.

SUCO 3
Ingredientes
· 2 amoras (morango ou ameixa vermelha)
· 1 fatia grande (150 g) de melão
· 1 fatia fina (80 g) de abacaxi
· 1 pêssego com casca e sem caroço
· 2 damascos secos
· 1 punhado de espinafre
· 1 col. (sopa) de lecitina de soja
· 1 col. (sopa) de semente de linhaça
· 2 cubos de gelo
Modo de fazer
Bata todo os ingredientes no liquidificador. Coe se achar necessário. Se quiser deixar o suco mais consistente, acrescente um pouco de leite desnatado ou leite de soja. Para fazer um smoothie, adicione 1 pote de iogurte natural desnatado.

suco 4
Ingredientes
· ½ copo de água-de-coco
· 1 maça vermelha com casca
· 2 talos de aipo
· 1 punhado de hortelã
· 1 punhado de salsinha
· 1 fatia de gengibre
· 1 limão espremido
· 1 folha de couve
Modo de Preparo
Colocar tudo na centrifuga e servir em um copo com gelo.

suco 5
Ingredientes
· 1 pedaço médio de batata-doce sem casca (ou inhame)
· 1 pepino com casca
· 1 maçã com casca e sem semente
· 1 punhado de broto de feijão (moyashi) ou de alfafa (opcional)
· 3 folhas de couve
· 3 ramos de hortelã (ou capim-cidreira)
· 1 pedaço de gengibre sem casca (ou cenoura com casca)
· 2 cubos de gelo
Modo de fazer
Corte o pepino em pedacinhos e bata no liquidificador. Acrescente os outros ingredientes um a um (se precisar, complete com um pouco de água). Coe se achar necessário e beba em seguida.

suco 6
Ingredientes
· 2 maçãs
· 1 pepino
· 1 punhado de grãos germinados
(pode ser grão-de-bico, semente de girassol, amêndoas, quinua ou trigo)
· 3 tipos de folhas verdes a gosto (couve, chicória, erva-doce, alface...)
· 1 legume picado, como cenoura ou abóbora
· 1 raiz, como cenoura, inhame ou batata-doce
Modo de fazer
A receita é do Suco do Vivo, que é preparado da seguinte forma: pique as maçãs em quatro e remova as sementes. Coloque-as no liquidificador com o grão germinado e bata, com a tampa aberta, usando o pepino como socador. Não coloque água, que será extraída do pepino. Depois, junte as folhas, o legume e a raiz e bata no liquidificador. Coe usando um saco de tecido voil e sirva. O suco deve ser consumido na hora, mas dura cerca de 12 horas na geladeira sem estragar.

suco 7
Ingredientes
· 1 beterraba com casca
· 1 pedaço médio de inhame sem casca
· 2 folhas de couve
· 1 cenoura com casca
· 1 maçã com casca e sem semente
· ½ copo (100 ml) de suco de laranja
· 2 cubos de gelo
Modo de fazer
Passe o inhame, a beterraba, a couve, a cenoura e a maçã na centrífuga. Transfira o sumo para o copo, complete com o suco de laranja e acrescente o gelo. Beba em seguida. Se for usar o liquidificador, bata o suco de laranja junto com os outros ingredientes. Coe se achar necessário e beba em seguida.

suco 8
Ingredientes
· 2 maçãs com casca e sem semente
· 2 cenouras com casca
· 1 punhado grande de folhas de espinafre
· 1 punhado de semente de girassol germinada (opcional)
· 2 cubos de gelo
Modo de fazer
Passe as maçãs, as cenouras, o espinafre e a semente de girassol germinada na centrífuga. Transfira o sumo para o copo e acrescente o gelo. Se for usar o liquidificador, adicione um pouco de água para bater os ingredientes. Coe se achar necessário e beba em seguida.

suco 9
Ingredientes
· 3 ramos de hortelã, capim-limão ou erva-cidreira
· 1 mão de semente de girassol germinada (sem casca)
· 2 maçãs médias, picadas
· 3 folhas de couve-manteiga ou espinafre
· 1 cenoura, picada
· 1 inhame, picado
· 1 pedacinho de gengibre
Modo de fazer
Centrifugue todos os ingredientes (ou bata bem no liquidificador com um pouco de água). Finalize com o suco de 1 limão médio para potencializar a absorção de ferro, responsável pela rápida alcalinização e assimilação de outros minerais. O ideal é tomá-lo em jejum e aguardar pelo menos 30 minutos para comer outros alimentos. Assim, você potencializa a absorção dos nutrientes.

suco 10
Ingredientes
· 2 pepinos
· 1 pedaço de 3 cm de gengibre
· 2 maçãs
· 3 folhas de couve
· 3 talos de salsinha
· Suco de 1 limão
· 2 talos de aipo
Modo de fazer
Bata tudo no liquidificador. Acrescente água e coe se achar necessário.

suco 11
Ingredientes
· 2 pepinos
· 2 maçãs
· 5 talos de aipo
· 1 maço de couve-manteiga
· 1 maço de salsinha
· 1 pedaço de 2 centímetros de gengibre fresco
· Suco de 1 limão
Modo de fazer
Coloque todas as verduras e hortaliças em uma centrífuga (ou bata com água no liquidificador) e beba a seguir. Se quiser, pode usar outras hortaliças bem verdes (folha de brócolis, escarola, espinafre, almeirão) e ervas frescas (coentro, hortelã)

suco 12
Ingredientes
· 2 folhas de couve
· 1 maçã com casca
· 1 cenoura média
· ½ copo (100 ml) de suco de laranja
Modo de fazer
Bata todos os ingredientes no liquidificador. Se ficar muito denso, acrescente um pouco de água.

suco 13
Ingredientes
· 2 ou 3 folhas de couve
· 3 talos de salsinha
· 3 talos de hortelã
· 1 talo de aipo (sem folhas)
· 1 pedaço pequeno (3 cm) de gengibre
· 1 maçã grande
· 1 cenoura
Modo de fazer
Passe a maçã na centrífuga. Transfira o suco da maçã para o liquidificador e bata com os outros ingredientes. Na falta da centrífuga, bata tudo no liquidificador com um pouco de água. Coe se achar necessário.
Veja outras receitas de Suco Detox AQUI e aqui


BENEFÍCIOS

O ponto forte do suco verde é promover uma limpeza no organismo e desintoxicar, que livre do acúmulo de toxinas, funciona melhor, e consequentemente elimina mais gordurinhas;
  • Equilibra o PH do corpo;
  • Ajuda a dar saciedade;
  • Diminuiu a retenção líquida a partir da melhora da circulação sanguínea e linfática, ajudando assim no combate à celulite, pois tem alta dose de clorofila.
SUCO A BASE DE COUVE
Rico em vitaminas a couve ajuda a combater as seguintes doenças: depressão, úlceras e até elimina as substâncias cancerígenas. Auxilia no bom funcionamento do intestino. Além disso, a couve é anti-inflamatória e cicatrizante) você pode bater a couve no liquidificador com água e colocar esta mistura em forminhas de gelo e usar em suas receitas de Suco Verde.

FONTE


sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Os 10 Benefícios do Coentro para Saúde:


O Coentro foi trazido para o Brasil através dos escravos africanos, após a abolição da escravatura, o Coentro é uma erva que se utiliza como especiaria e que conta com numerosas propriedades benéficas para a saúde humana. Usam-se tanto as suas folhas como as suas sementes e em algumas ocasiões inclusive confunde-se com a salsa. Leia abaixo Os 10 benefícios do coentro para saúde:

Benefícios do Coentro na desintoxicação de metais pesados:

Coentro é conhecido por seus benefícios de desintoxicação de metais pesados. ele faz uma varredura e remoção dos metais pesados ​​do corpo. Os metais pesados ​​estão ligado com muitos problemas graves de saúde, incluindo câncer, doenças do coração, a deterioração do cérebro, problemas emocionais, doença renal, doença pulmonar e ossos fracos. Os compostos químicos no coentro se ligam aos metais tóxicos para fazer com que sair do corpo a partir dos tecidos(suor).


Benefícios do Coentro na Proteção Cardiovascular
Todas as ervas são maravilhosos para suporte cardiovascular. Os ácidos orgânicos encontrados no coentro ajudam a diminuir o colesterol ruim (LDL) e aumentar o bom colesterol (HDL). Ele também ajuda a dissolver o colesterol acumulam nas artérias para ajudar aqueles que sofrem de aterosclerose e doenças cardíacas.

A atividade anti-diabética
Em partes da Europa, coentro tem sido tradicionalmente referido como uma planta “anti-diabético”, devido à sua capacidade maravilhosa em ajudar a reduzir o colesterol e diminuir os níveis de açúcar no sangue (ele possuir 521 mg de potássio por 100 gramas!). Indivíduos que sofrem de diabetes têm problemas de regulação e de manter seu açúcar no sangue estável.

Atividade Antioxidante
Coentro contém é um antioxidante chamado quercetina (entre outros), na quais são antioxidante incrível. Os antioxidantes ajudam a proteger as células contra o estresse oxidativo causado pelos radicais livres (a principal causa do processo de envelhecimento). Proteger-se contra os radicais livres com antioxidantes é a maneira mais eficaz de reduzir o desenvolvimento de doenças crônicas na vida adulta. A atividade antioxidante no coentro ajuda a proteger contra a maioria das doenças degenerativas, incluindo câncer, doenças cardíacas, diabetes, artrite, a degeneração macular, doença de Alzheimer e muitos mais.

Efeitos anti-Ansiedade
Coentro tem qualidades relaxantes musculares e pode agir como um sedativo leve. ele acalmar os nervos, ajudando a aliviar a ansiedade e reduzir os efeitos nocivos do estresse. Comendo coentro, pepino e suco de aipo após um longo dia é uma excelente maneira de entrar em vitaminas do complexo B para ajudar a acalmar a mente e ajudar a aliviar o stress.

Melhora a qualidade do sono
Similar aos efeitos que tem sobre a redução da ansiedade, coentro é uma erva calmante, por isso também ajuda a melhorar a qualidade do seu sono.

Efeitos hipoglicemiante-açúcar
Benefícios coentro para a saúde também passar a ajudar a diminuir o colesterol LDL, mas também pode reduzir a hipertensão, reduzindo a pressão arterial! A Cada porção de 100 g de folhas de coentro lhe oferece mais de 521 mg de potássio e apenas 46 mg de sódio (sais celulares que ocorrem naturalmente). Consumir uma dieta rica em potássio, baixo teor de sódio pode ajudar a controlar a pressão arterial. Tente sumo coentro ou colocá-lo em saladas!

Atividade anti-bacterianos e anti-fúngicos
Coentro atua como um agente anti-séptico e anti-fúngica natural para a pele e doenças como a dermatite e eczema. Esta erva também tem propriedades anti-bacterianas maravilhoso que podem ser usados ​​para ajudar a melhorar a saúde oral. As substâncias antimicrobianas no coentro a ajuda a prevenir e curar a varíola também!

Desodorante Interno Natural
A grande quantidade de clorofila no coentro é uma ótima maneira de desintoxicar o corpo de dentro para fora. Liberação de toxinas do fígado, rins e aparelho digestivo ajudar a remover o excesso de bactérias do corpo que, normalmente, suar e se acumulam em suas axilas e pés. Bactérias não gostam de clorofila (devido ao alto teor de oxigênio) e, portanto, esta erva ajuda o corpo a desinfetar e amenizar o cheiro forte da transpiração.

A bola da vez na dieta das famosas é o suco-verde, ou smoothie verde brilhante, uma bebida criada pela nutricionista Kimberly Snyder, que promete eliminar toxinas e melhorar a aparência

Alessandra Ambrósio é uma das famosas que entrou na onda do suco-verde, mesmo durante a gravidez.
O SUCO VERDE tem cerca de 200 calorias por copo. Alface, aipo, maçã são alimentos com propriedades diuréticas, que diminuem a retenção de líquidos. O espinafre pode contribuir com um fração de ferro e cálcio, minerais importantes para a circulação sanguínea e ossos, respectivamente. As fruta conferem um sabor doce (o que dá mais prazer) e cítrico (refrescante).

Receita de suco verde
Ingredientes: 01 xícara e meia de água gelada; 01 cabeça de alface americana; 01 punhado de espinafre; 01 pera; 01 maçã; 03 caules de aipo; 1/2 ramo de coentro; 1/2 ramo de salsa; 01 banana; Suco de limão. Modo de preparo: Acrescente a água no liquidificar e coloque os ingredientes aos poucos, sempre misturando-os. A salsa e o coentro devem ser os últimos a serem acrescentados. Ao final acrescente gelo a gosto.

FONTE


quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Ovo


Há muito tempo foi confirmada a eficácia e grande importância do ovo na alimentação das pessoas. Além do baixo valor comercial, fácil preparação e digestão não foi difícil incorporar e tornar habitual o consumo deste alimento por pessoas de todas as idades e níveis sociais. O ovo contém vários nutrientes importantes ao organismo.

Considerado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como um alimento de proteína padrão e de alto valor biológico, sua composição também é fonte de: Vitaminas lipossolúveis: A,D, E e K; Vitaminas do Complexo B incluindo a B12; Minerais: ferro, fósforo, manganês, potássio e sódio.

Mesmo que ingerido inteiro, o ovo apresenta uma quantidade calórica baixa, cerca de 76 kcal e 7g de proteína, sendo 4g na clara e 3g na gema. Hoje, com o avanço da tecnologia e praticidade já existe o ovo desidratado, utilizado em indústrias.

A gordura da gema dos ovos é insaturada, apresentando efeitos protetores com relação à arteriosclerose. Por outro lado, na gema existe o colesterol. O consumo de ovos, às vezes, é criticado com o argumento de que o colesterol presente na gema pode ser prejudicial à saúde, estimulando a arteriosclerose.

Alguns aspectos devem ser esclarecidos. A quantidade de colesterol no sangue acima de 220 mg está estatisticamente relacionadas com a maior incidência de arteriosclerose. O colesterol, no entanto, tem funções tão importantes, que o organismo possui um complexo sistema de síntese desta substância.

Entre a funções do colesterol está a síntese de testosterona, o hormônio anabolizante natural do organismo, que é estimulado pelos exercícios, principalmente os feitos com pesos. Quando aumenta a ingestão de colesterol na alimentação, o organismo diminui a síntese, regulando as quantidades no sangue.

Pessoas com uma predisposição genética para desencadear arteriosclerose têm uma elevação do nível de colesterol no sangue mesmo sem o consumo de ovos na alimentação. Nestes casos, o ideal é o consumo isolado da clara sempre cozidas, para que possa eliminar riscos de salmonela e microorganismos que contaminam os ovos provocando perturbações intestinais.

Cercado de mitos e dúvidas, o ovo é visto como um vilão. Pois isso está para cair por terra hoje mesmo. Ele é uma fonte de proteína e outros 13 nutrientes essenciais. Seus benefícios são inúmeros – o necessário, como em todo alimento, é comer com moderação.


Nutrientes
Ácido fólico, ferro, zinco, proteína, fósforo, manganês, potássio… A lista é enorme. A presença especial está na colina, que faz parte das vitaminas do complexo B. “Ela atua na redução da absorção do colesterol ruim e além de tudo pode reduzir a fadiga muscular”, explica a nutricionista Rúbia Gomes Maciel, da Natue.

A sua gordura saturada, apontada como alta, não é nada além do “normal”. “Apenas 37,4% das gorduras do ovo são consideradas ruins. Outros 46% são das monoinsaturadas, que estão presentes, por exemplo, no azeite de oliva, além de ter a poli-insaturada, como o ômega 3 e 6”, aponta a nutricionista Daísa Pinhal, da Oba Hortifruti, em São Paulo.

Engorda ou emagrece?
O ovo, em média, tem 77 kcal em sua forma cozida na água. Já o frito em óleo, tem o seu valor calórico em 128 kcal e a sua gordura aumenta em 40%. Assim, dá para ver que ele não é um tremendo vilão – o ideal é sempre preferi-lo na forma cozida. “Na verdade, pela sua alta porcentagem de gorduras monoinsaturadas, ele pode até ajudar a emagrecer. Isso porque elas ajudam a queimar as insaturadas, que são difíceis de eliminar”, acrescenta Daísa. Mas, também por esse motivo de ter muita gordura, fique atenta à quantidade. “Caso a mulher tenha uma dieta balanceada, ela pode comer um ovo cozido por dia”, completa Daísa.

Ideal para a corredora
Por ser uma ótima fonte de proteína, o ovo é item indispensável para quem busca a definição. “Além disso, ela ajuda no bom funcionamento do cérebro e na saúde dos olhos”, lembra Rúbia. A proteína está na forma de albumina – presente, basicamente, na clara. “Por exemplo, quem faz esporte pode consumir duas claras de ovo cozidas após o treino para ajudar na recuperação muscular”, indica Daísa.


Clara x gema
Na clara é encontrada a, já citada, albumina. "Quase metade das proteínas do ovo estão na clara”, diz Daísa. Também, nela não há nenhuma quantidade de gordura – ela é uma fonte de proteína pura.

Já a gema, além da proteína, contém o ômega 3, colina, ácido fólico e minerais. “Todos eles são muito importantes para um correto funcionamento do organismo”, alerta Rúbia.

Ficou com vontade? Confira uma receita super light, deliciosa e nutritiva receita criada pelo chef Thiago Koch, do restaurante Beato, em São Paulo. Ideal para a corredora!

Omelete de Cogumelos com Abobrinha
Ingredientes 
1 ovo 
2 claras 
4 cogumelos paris laminados 
Abobrinha e tomate a gosto 
1 colheres de sopa de creme de leite 
sal e pimenta a gosto 
Modo de preparo: Junte todos os ingredientes em uma vasilha. Não bata, apenas misture. Coloque uma frigideira anti-aderente para aquecer, com meia colher de sopa de azeite. Abaixe o fogo. Despeje os ovos na frigideira e com o auxilio de um garfo, misture em movimentos circulares. quando estiver quase pronto, coloque no centro a fatia de queijo brie e dobre ao meio o omelete. Feche bem e bom apetite.

Omelete Para Emagrecer
Existem muitas dietas que as mulheres escolhem fazer no dia a dia para emagrecer, e muitas vezes elas se arriscam bastante fazendo aquelas dietas perigosas e que ficam dias sem comer direito. De certa forma essas são dietas erradas, pois elas podem até ajudar a emagrecer, mas as mesmas de certa forma fazem as mulheres não terem o corpo saudável e prejudicar a sua saúde. O omelete é um dos alimentos que podem ser inseridos nas refeições do dia a dia e que transforma as mulheres de maneira especial, pois ele é saudável e ajuda as meninas emagrecerem, o que de fato é tudo o que elas querem.

Os ovos são um dos alimentos que mais são recomendados pelos especialistas quando o assunto é emagrecer, pois ele é rico em benefícios ao corpo de forma a nutrir e ajudar as beldades femininas a emagrecerem.

O ovo é um alimento que causa saciedade além de ser muito rico em substâncias que fazem as meninas perderem peso de forma rápida, ele possui muitas proteínas e faz as mulheres terem belos resultados na academia e com os seus exercícios constantes.

A omelete é uma receita para todas as horas do dia e por conta disso as meninas podem consumir desde o café da manhã até o jantar, pois ele é super saudável.

Ele traz muitos benefícios ao corpo se consumido todos os dias, pois ele causa resultados de qualidade. Ele não possui muitas calorias, na verdade ajuda na eliminação das mesmas de forma intensa e especial. Essa receita diária faz as meninas combaterem as células do envelhecimento e elas mantem o corpo sempre saudável, além de deixar o seu intestino funcionando muito bem.

Omelete de Biomassa

Ingredientes 
3 ovos 
Sal a gosto 
Alho picado 
Cebolinha picada 
Metade de um pimentão vermelho picado 
Metade de uma abobrinha picada 
1 colher de chia 
1 colher de biomassa de banana verde 
Pitada de pimenta do reino 
Modo de preparo: Bata os ovos em um prato com o garfo e mexa bem e, logo em seguida coloque todos os ingredientes pedidos e deixe a cebolinha para depois, unte em uma forma ou travessa com azeite e coloque a omelete no forno em uma temperatura de 180°C, por cerca de 20 minutos e coloque a cebolinha por cima. Agora basta servir. 

Essa é apenas uma simples receita, mas as mulheres podem acrescentar e mudar os ingredientes para outros também saudáveis, assim elas podem comer omelete todos os dias, porém com sabores variados e que as deixem satisfeitas e saciadas.

Na parte da manhã pode ser consumido o omelete, coloque sempre alimentos saudáveis e leves e, no almoço e janta a mesma coisa. Não é necessário comer omelete em todas as refeições, basta comer apenas uma vez por dia.

Omelete Proteica Doce

Ingredientes 
2 claras
Canela 
1 banana (qualquer fruta) 
Mel 
20g de whey protein (qualquer sabor) 
30g de aveia 
2 colheres de sopa de leite desnatado 
Óleo de coco 

Modo de Preparo
Para poder preparar essa receita doce é preciso que misture as claras em um prato com o garfo, depois coloque o whey protein, o leite e a aveia. Logo após, pegue a frigideira e coloque o óleo de coco para poder untar a mesma e colocar a mistura realizada. Retire o excesso do óleo com papel toalha e logo depois coloque a mistura na frigideira e espere que fique douradinha ou de seu gosto, depois vire a omelete e deixe até que a mesma doure um pouquinho. Retire da panela e coloque em um prato para rechear com a banana ou a fruta de seu agrado, depois coloque mel e canela para realçar ainda mais o sabor.

Omelete de Arroz Integral
Ingredientes 
1 gema de ovo 
2 claras de ovos 
Meia cebola roxa picada em pedaços 
1 colher de óleo canola ou azeite 
Pitadas de sal 
Meia xícara de arroz integral cozido 
Salsinha e cebolinha além de temperos á gosto 
Modo de Preparo 
Para preparar basta cozinhar o arroz, depois de pronto retire a medida pedida acima e guarde. Coloque o óleo em uma frigideira e em seguida acrescente a cebola para refogar, e logo depois, coloque os ovos batidos já com os ingredientes pedidos, misture tudo e espere formar a omelete, vire do outro lado e quando estiver pronto, basta servir.

Sanduíche de Omelete Para a Dieta
Ingredientes 
1 colher de requeijão light 
4 fatias de peito de peru 
Sal a gosto 
2 ovos 
1 colher de leite desnatado 
1 colher de manjericão picado 

Modo de Preparo
Para preparara o sanduíche de omelete é preciso bater os ovos com o leite pedido e junte o manjericão e o sal, coloque em uma frigideira para aquecer e preparar a massa. Deixe que os dois lados possam ficar dourados e crocantes. Depois de pronta, corte no meio a sua omelete e em seguida passe a rechear a mesma com o peito de peru, requeijão e se preferir uma pitada de orégano. Pronto, basta consumir!


Como Consumir
Para que as pessoas possam consumir essa omelete em uma dieta saudável e que influencie no emagrecimento, deve primeiramente ter uma reeducação alimentar, com apenas alimentos saudáveis todos os dias e, então essa nova receita de omelete acima, pode ser inserida no seu café da manhã e nos lanhes da tarde, para levar mais energia ao seu corpo e oferecer bem estar. As pessoas que fazem atividades físicas podem apostar nessa bela receitinha, pois a mesma é eficiente e traz mais disposição a todos. Acompanhe esse belo prato com chás ou sucos funcionais, pois ambos ajudam a manter a boa forma.

Faça sempre essa massa com ingredientes light, pois desse modo você manterá a sua dieta e não consumirá calorias excessivas, essa é uma omelete especialmente para quem faz dietas e ela pode ser inserida nas refeições normalmente e todos os dias.

Aposte nos legumes e varie os recheios de sua omelete, coloque tomate, salsinha, espinafre e outros mais.

FONTE



Poder de cura da pimenta do reino


Além de ótimo tempero, ela contém uma série de medicamentos naturais, tais como: anti-inflamatório, analgésico, vitaminas, etc. Tais propriedades já são exploradas há muito tempo pelos homens primitivos e hoje são comprovadas pela ciência.

O sabor ardido da pimenta é justamente da substância química que contém propriedades benéficas à saúde. Embora muitas pessoas acreditem que ela deve ser evitada justamente devido seu ardido, podendo provocar úlcera, gastrite e pressão alta.

Incluir a pimenta do reino na alimentação é essencial para a prevenção de determinadas doenças. Além de que a pimenta proporciona mais sabor aos pratos.


A pimenta do reino conta com uma substância que se chama piperina, a qual libera endorfinas que são analgésicos naturais muito potentes. Ao ingerir alguma coisa apimentada, a piperina ativa os receptores sensíveis na língua e na boca, de um modo geral. Tais receptores enviam a mensagem ao cérebro de que a língua estaria “queimando”, onde o cérebro responde querendo salvar a pessoa, liberando saliva, fazendo a pessoa transpirar e fazendo suas narinas ficarem úmidas. Tudo o que acontece é somente uma reação à ingestão deste tipo de alimento, a pimenta em si não causa nenhum dano físico real.

A piperina é um estimulante natural que intervêm na absorção de selênio, betacaroteno, vitamina B e ainda auxilia na digestão, favorece a circulação no estômago, ajuda na cicatrização de feridas, etc. Lembrando que tal substância também é antioxidante e antienvelhecimento.

OUTROS BENEFÍCIOS

Além de seus princípios ativos, a pimenta do reino é rica em vitaminas A, E e C, zinco e potássio, ácido fólico, entre outros. A pimenta ainda é vista como um alimento funcional, pois apresentam nutrientes e componentes que promovem a preservação da saúde.

Também é usada como matérias prima para a fabricação de diversos remédios para dores musculares, problemas gastrintestinais, reumatismo e de prevenção à arteriosclerose.

O consumo de pimenta do reino ainda ajuda contra baixa imunidade e depressão, pois libera noradrenalina e adrenalina, para os casos de esquistossomose e enxaqueca. Atua também no combate nos males do coração, no câncer, na hipertensão e na obesidade.

Mais que um tempero, é um remédio natural com amplitude de ação impressionante. O poder de cura da pimenta do reino pode ser usado para um extenso número de doenças. É analgésica, anti inflamatória, anti séptica, diurética e funciona como laxante natural. Alivia os sintomas da sinusite, males do sistema nervoso, inibe a formação de gases e melhora a digestão de maneira considerável. Reduz inflamações causadas por artrite e dores reumáticas, e melhora a congestão nasal.

A lista que se segue ainda conta com mais benefícios. Com origem na Índia, possui três variedades: branca, verde e preta. Não importando a variedade, possui poderosa ação antioxidante, que neutraliza os radicais livres, e é uma espécie de auxiliar que intensifica a ação das vitaminas E e C no organismo.

Por ser um estimulante gástrico, auxilia na cura de inchaços, de cólicas, náuseas, falta de apetite e diarreia. Pesquisas recentes demonstram que também pode ser usada na luta contra o câncer.

Um dos principais componentes é o fitoquímico piperina, substância que lhe confere o sabor picante. Uma curiosidade, é que quando inalada, a piperina causa irritação no nariz, chegando a fazer com que a pessoa espirre. Entretanto, é essa substância a maior responsável pelos benefícios desta pimenta.

A pimenta do reino é fonte de cálcio, potássio, fibras, magnésio, ferro, manganês, das vitaminas C e K, aumenta a circulação sanguínea, cura febres, e pelo seu poder em quebrar as células de gordura presentes no organismo, é ótima para emagrecer.

Quando em forma de óleo essencial, pode ser aplicada para reduzir dores no corpo, e estimular o sistema endócrino. Fortalece a mente, e ajuda a reduzir os sintomas, quando inalado durante uma crise de epilepsia. A inalação do óleo também elimina a tosse, reduz a asma, sintomas de bronquite e de constipação.

Para curar a tosse, misture 1 colher de chá de pimenta do reino preta em pó com 1 colher de chá de mel, e 1 colher de sopa de suco de gengibre. Beba essa mistura de 2 em 2 horas.

Para asma, faça a mistura de 1 colher de chá de pimenta preta com 1 colher de chá de pimenta caiena em flocos, com 1 colher de chá de gengibre em pó. Acrescente 1 colher de sopa de mel, e beba 2 vezes ao dia.

Para febre causada por malária, ferva em meio copo de água: 2 dentes de alho esmagados e 1 pitada generosa de pimenta do reino. Adoce com mel, e beba 3 vezes por dia. Fazer um gargarejo com essa mistura alivia dor de garganta, faringite e amigdalite.

Para descongestionar o nariz, cheire a mescla de partes iguais de pimenta do reino, canela em pó e cominho.

Para curar problemas com a digestão, beba de 1 colher de sopa de açúcar mascavo com meia colher de chá de pimenta do reino em meio copo de água.

Para dores musculares, ou causadas pela artrite, massageie a área afetada com partes iguais da mistura de óleo essencial de pimenta preta com óleo de amêndoas.

Para dor de dente, misture meia colher de chá de óleo essencial de pimenta preta com meia colher de chá de óleo essencial de cravo. Embeba um chumaço de algodão, e aplique sobre o dente.

Óleo essencial de pimenta preta misturado com sal fino cura inflamações na gengiva. Basta massagear o local com essa mistura.

Para emagrecer rapidamente, coloque juntos 2 colheres de chá de suco de limão, 1 colher de chá de pimenta do reino moída e 1 colher de chá de mel. Beba todos os dias antes das refeições principais.

Se parou de fumar e sofre com os efeitos da abstinência, faça a inalação do óleo essencial, e terá grande alívio.

A Pimenta do Reino também pode ser usada pelos agricultores como defensivo natural... leia aqui

Fonte


sexta-feira, 4 de julho de 2014

Dieta da aveia: enxugue 5 kg em 1 mês


A Revista BOA FORMA publicou um cardápio de 1300 calorias que traz a aveia como destaque. É esse cereal que vai ajudá-la a controlar a fome. Elaborado pela nutricionista Luana Grabauskas, do Centro de Nutrição EMEX, em São Paulo, o menu continua prático. Basta você escolher uma opção de cada refeição e elaborar o cardápio da semana.

Cardápio

Café da manhã

Opção 1
• 1 copo (200 ml) de suco verde (bater 1 folha de couve-manteiga, 4 folhas de hortelã, 1 folha de agrião e 1 fatia de abacaxi) + 1 banana amassada com 2 col. (sopa) de aveia e 1 col. (sobremesa) de mel 

Opção 2
• 1 xíc. (chá) de café com leite de soja e adoçante + 1/2 xíc. (chá) de + 1 fatia de pão integral light com 1 col. (sobremesa) de margarina light + 1/2 papaia com 2 col. (sopa) de aveia 

Opção 3
• 1 pote de iogurte desnatado com 2 col. (sopa) de aveia + 1 maçã

Opção 4
• 1 copo (200 ml) de leite de soja batido com 4 morangos picados e 2 col. (sopa) de aveia + 2 torradas integrais light com 1 col. (sopa) de requeijão light 

Opção 5
• 1 pote de iogurte desnatado com 2 col. (sopa) de aveia + 4 cookies integrais light + 1 pera

Lanche da manhã

Opção 1
• 1 fruta (8 morangos ou 1 fatia de melão ou 1 ameixa ou 1 cacho pequeno de uva)

Opção 2
• 1/2 xíc. (chá) de frutas secas

Opção 3
• 1 banana amassada com 2 col. (sopa) de granola light

Opção 4
• 1 copo (200 ml) de suco de fruta natural com adoçante + 2 castanhas-do-pará 

Opção 5
• 4 cookies integrais light + 1 caixinha de água-de-coco

Almoço

Opção 1
• 1 prato (sobremesa) de salada de folhas verdes, pepino e cenoura ralada temperada com 1 fio de azeite, sal e limão + 3 col. (sopa) de arroz integral + 2 col. (sopa) de lentilha + 2 col. (sopa) de couve-flor ou abobrinha cozida + 2 fatias de carne magra assada + 1 fruta

Opção 2
• 1 prato (sobremesa) de salada de alface, tomate e cebola temperada com 1 fio de azeite, sal e limão + 3 col. (sopa) de arroz integral + 2 col. (sopa) de grão-de-bico + 2 col. (sopa) de beterraba cozida + 1 omelete feito com 2 ovos, orégano e manjericão + 1 picolé de fruta 

Opção 3
• 1 prato (sobremesa) de salada de folhas verdes temperada com 1 fio de azeite, sal e limão + 3 col. (sopa) de arroz integral + 2 col. (sopa) de soja cozida + 2 col. (sopa) de abóbora ou brócolis cozidos + 1 filé de frango, peixe ou carne vermelha grelhado + 1 bombom 

Opção 4
• 1 prato (sobremesa) de salada de folhas verdes e cenoura temperada com 1 fi o de azeite, sal e limão + 3 col. (sopa) de arroz integral + 2 col. (sopa) de feijão + 2 col. (sopa) de berinjela cozida + 1 peito ou 1 coxa de frango assado sem pele + 1 bananinha passa ou 1 banana assada com canela

Opção 5
• 1 prato (sobremesa) de salada de folhas verdes e tomate temperada com 1 fio de azeite, sal e limão + 3 col. (sopa) de macarrão integral ao sugo ou ao alho e azeite + 3 col. (sopa) de carne magra moída + 2 col. (sopa) de vagem cozida + 3 col. (sopa) de salada de fruta.

Lanche da tarde

Opção 1
• 1 barrinha de cereal light

Opção 2
• 1 xícara de chá de erva-cidreira com adoçante + 2 cookies integrais light

Opção 3
• 1 pote de iogurte desnatado com 2 col. (sopa) de granola light

Opção 4
• 3 amêndoas + 3 damascos secos + 1 caixinha de água-de-coco 

Opção 5
• 1 copo (200 ml) de suco de soja light + 1 fruta

Jantar

Opção 1
• 1 prato (sobremesa) de salada de folhas verdes temperada com 1 fio de azeite, sal e limão + 3 col. (sopa) de arroz integral + 2 col. (sopa) de couve-flor ou brócolis cozidos + 1 filé de frango, peixe ou carne vermelha grelhado + 1 tabletinho (25 g) de chocolate amargo ou meio amargo 

Opção 2
• 1 prato (sobremesa) de salada de folhas verdes e tomate temperada com 1 fio de azeite, sal e limão + 3 conchas de sopa de mandioquinha com pedaços de frango desfiado + 3 col. (sopa) de salada de fruta 

Opção 3

• Sanduíche com 2 fatias de pão integral light + folhas de rúcula e alface picadas + 1 col. (sopa) de cenoura ralada + 2 col. (sopa) de atum em água com cebola ralada + 1 fatia de abacaxi com 1 folha de hortelã picada 

Opção 4
• 1 prato (sobremesa) de salada de folhas verdes e cenoura temperada com 1 fio de azeite, sal e limão + 3 col. (sopa) de arroz integral + 2 col. (sopa) de abobrinha cozida + 1 omelete feita com 1 ovo, tomate e manjericão + 1 maçã assada com canela

Opção 5
• 1 prato (sobremesa) de salada de folhas verdes e cenoura temperada com 1 fio de azeite, sal e limão + 3 col. (sopa) de macarrão integral ao molho sugo + 1 coxa ou peito de frango assado + 2 col. (sopa) de berinjela cozida + 1 fatia de melão

Ceia

Opção 1
• 3 damascos secos

Opção 2
• 1 xícara de chá de erva-cidreira com adoçante + 1 cookie integral light

Opção 3
• 1 fatia de melão

Opção 4
• 1 copo (200 ml) de leite à base de soja batido com 1/2 maçã picada

Opção 5
• 1 copo (200 ml) de suco de laranja batido com 1/2 cenoura ralada

Fonte: 

http://boaforma.abril.com.br/dieta/dieta-da-aveia-enxugue-5-kg-em-1-mes/