sexta-feira, 16 de julho de 2010

Excesso de Açúcar pode Afetar a Pressão


O excesso de açúcar faz mal à saúde, podendo estragar os dentes, envelhecer, fazer engordar, irritar o trato digestivo, causar diabetes, alta pressão arterial, úlceras, problemas cardíacos, afecções na pele, dores de cabeça, alergias, fadiga, depressão, hipoglicemia, osteoporose, arteriosclerose, baixa imunidade, periodontites, e até o câncer, ao mesmo tempo que diminui a presença das vitaminas e sais minerais essenciais ao organismo. Isso tudo porque ele aumenta a acidificação do sangue, fermenta o sistema digestivo, altera a produção dos hormônios, entre outros.

POR QUE O AÇÚCAR É UM VILÃO?
O Açúcar branco, refinado, usado para adoçar os alimentos, é sim um vilão. Os prejuízos que ele causa no organismo são inúmeros. Primeiro, porque ele é uma substância extremamente concentrada. Para você ter uma idéia, uma colher de açúcar equivale a 90 cm de cana (quase 1m!), e todo produto concentrado desgasta e sobrecarrega o organismo. Além disso, durante o processo de refinamento, a cana perde todos os seus nutrientes, se tornando apenas fonte de calorias.

Dessa forma, para ser assimilado, o açúcar “rouba” do organismo importantes vitaminas e minerais como o Cálcio, que é importante na fase de crescimento e na prevenção da osteoporose e a Vitamina B1, que é importante para a integridade do sistema nervoso. Sua deficiência causa alterações nervosas como irritabilidade, cansaço e perda de memória.

O açúcar enfraquece o sistema imunológico, reduzindo a resistência do organismo à vírus e bactérias nocivas, deixando a pessoa mais propensa a gripes, rinite, cistite, cáries e desequilíbrio da flora intestinal. O açúcar também está relacionado ao aparecimento de Obesidade, Hipertensão, Diabetes e alguns tipos de Câncer como intestinos, mama, ovários, útero, próstata e rins.

Nem mais nem menos. Sal e açúcar devem ser consumidos na dose certa
Então, além de todos os cuidados para não exagerar na dose de sal na comida, agora aponta-se que a ingestão de açúcar precisa ser regulada para não gerar ou agravar quadros de hipertensão. Ao menos é isso que sugere uma pesquisa norte-americana, divulgada recentemente.

O trabalho foi realizado pela Universidade de Colorado Denver, onde a médica Diana Jalal buscava identificar mais fatores de risco adicionais relacionados com a pressão alta.

Pressão Alta: o que é exatamente?
Na hipertensão o sangue é bombeado pelo coração e vasos pelo corpo com uma força maior do que a necessária. Com o tempo isso causa problemas para o coração e vasos. Quando você mede sua pressão sangüínea você obtém duas medidas: a sistólica e a diastólica.

Pressão sangüínea sistólica representa o pico máximo da pressão exercida pelo coração quando ele está plenamente contraído durante a batida. Pressão
sangüínea diastólica representa a pressão do coração quando ele está em descanso entre as batidas. Você pode ser diagnosticado com hipertensão se sua pressão sistólica estiver 140 ou acima e a diastólica estiver 90 ou acima. Uma pressão considerada normal é quando a sistólica está menor que 120 e a diastólica está menor que 80.

A hipertensão é diagnosticada quando as duas (sistólica e diastólica) estão altas ou também quando somente uma delas está alta.

O estudo sugere que alimentos com alto teor de açúcar adicionado podem aumentar o risco de pressão alta.

Pesquisadores analisaram dados para 4.538 adultos sem histórico de hipertensão que participaram da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição, nos EUA, de 2003 a 2006.

Aqueles que consumiram pelo menos 73,7 g por dia de frutose na forma de açúcar ou xarope de milho com alto teor de frutose tiveram o dobro do risco de apresentar pressão sistólica mais alta que 16. A pressão sistólica é o número que fica acima na medição, que significa a pressão sanguínea quando o coração está bombeando. O ideal é que não fique acima de 12.

"A pressão sistólica é o que realmente interessa aos médicos, porque está relacionada a consequências, e seu aumento pode ser dramático", disse Michel Chonchol, professor de medicina da Universidade do Colorado, em Denver, e principal autor do artigo, publicado no "The Journal of the American Society of Nephrology".

Mas Chonchol alertou que mais pesquisas são necessárias para provar que o açúcar desempenhou um papel causal sobre a hipertensão. "Isso precisa ser provado com o próximo passo, que é um teste controlado randomizado."

A Associação Americana do Coração recomenda limitar a quantidade de alimentos e bebidas com açúcar adicionado. Numa declaração do ano passado, a associação disse que "evidências emergentes, porém inconclusivas" sugerem que "o aumento da ingestão de açúcar adicionado possa aumentar a pressão sanguínea".

Dieta e Estilo de Vida: Reduzir sal: Antigamente a sociedade consumia uma quantidade muito menor de sal na alimentação e a incidência de hipertensão era muito menor. Estudos já provaram a relação direta do alto consumo de sal (cloreto de sódio) com a hipertensão. Para a maioria das pessoas, a redução da presença de sal na dieta gera uma diminuição da pressão sangüínea,.Quanto maior a restrição de sal, maior é o efeito de diminuição na pressão do sangue.

Emagrecer: A maioria das pessoas com pressão alta está acima do peso. A perda de peso baixa a pressão sanguínea de forma significativa em pessoas que estão acima do peso e com hipertensão. Diminuir apenas alguns quilos já pode representar uma significativa redução da pressão sangüínea. A perda de peso parece ter um efeito ainda mais poderoso do que a restrição de sal na dieta quando o assunto é baixar a pressão sangüínea de hipertensos.

Parar de fumar: Fumar faz mal, especialmente para as pessoas que tem hipertensão. A combinação de hipertensão com o fumo aumenta muito o risco de doenças cardíacas e morte. Todas as pessoas com pressão alta devem parar de fumar.

Exercitar-se: Estudos mostram que exercícios físicos podem reduzir de forma significativa a pressão sangüínea. Um estudo de 12 semanas analisando o T’ai Chi Chinês (tipo de exercício) concluiu que ele é tão eficiente quanto os exercícios aeróbicos para baixar a pressão sangüínea. Fazer exercícios de resistência progressiva (com pesos – por exemplo, musculação) também parece ajudar a reduzir a pressão. Ao mesmo tempo, a pressão sangüínea aumenta significativamente durante a prática de exercício com pesos pesados (durante o ato). Por essa razão, pessoas com a pressão muito alta, especialmente as que tem doenças do coração, devem ter cuidado ao fazer exercícios de levantamento de pesos pesados.

Reduzir açúcar: Estudos demonstraram que o açúcar aumenta a pressão sanguínea tanto em animais quanto em seres humanos. Embora o mecanismo de ação ainda não esteja completamente claro, alguns médicos recomendam que pessoas com pressão alta diminuam o consumo de açúcares em sua alimentação.

Moderar o consumo de álcool: O consumo de mais de 3 doses de bebidas alcoólicas por dia mostrou aumentar a pressão sangüínea. Ainda não está certo se uma ou duas doses por dia tem um efeito negativo na pressão.

Aumentar o consumo de potássio: Você pode aumentar o consumo de potássio comendo de 8 a 10 porções de frutas e vegetais por dia. A alta ingestão de potássio está relacionada à redução da pressão sangüínea de pessoas com hipertensão.

The New York Times



Assuntos relacionados:
Estudo relaciona dieta rica em açúcar com hipertensão arterial. Um experimento de laboratório relaciona a dieta rica em açúcar com o desenvolvimento da hipertensão arterial. O trabalho foi realizado pela fisioterapeuta Tatiana de Sousa da Cunha para seu doutoramento na Faculdade de Odontologia de Piracicaba, sob orientação da professora Fernanda Klein Marcondes. [...] O estudo foi realizado em colaboração com pesquisadores do Instituto do Coração, em São Paulo, e da Universidade Wright State, em Ohio (EUA), tendo obtido a devida aprovação pelos comitês de ética institucionais.  Leia mais aqui

Pressão alta? não beba açúcar Reduzir o consumo de refrigerantes e outras bebidas ricas em açúcar, até mesmo sucos, pode ajudar a reduzir a pressão sanguínea, segundo pesquisa realizada pela Universidade do Estado da Louisiana, nos EUA. De acordo com os especialistas, pessoas que apresentam hipertensão podem reduzir consideravelmente a pressão do sangue após 18 meses, se tomarem uma bebida açucarada a menos por dia. Leia mais aqui...

Um comentário:

  1. muito boa esta informação, pois eu ao ingerir açucar, minha pressão aumentava , tirei minha duvida , vou parar com a ingesta de açucar

    ResponderExcluir