sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Abóbora é versátil na cozinha e faz bem à saúde



Você sabia que a abóbora pertence ao grupo das hortaliças, que é composto pelas verduras e legumes, e que em sua composição nutricional você encontra carboidratos, proteína, pouquíssima gordura, cálcio, sódio, potássio, fósforo, ferro, magnésio, vitamina A, C, E e outras vitaminas. Possui também bastante água e fibras; e que 100 g da polpa cozida têm apenas 20 calorias. Além disso, o fruto da aboboreira é saudável e ajuda a prevenir o risco de doenças cardíacas e o câncer.

A abóbora moranga, conhecida também como jerimum é rica em vitamina A, que devido a sua pigmentação, possui uma substância funcional que é um poderoso antioxidante (combate os radicais livres), colabora na prevenção de doenças cardiovasculares, derrames e problemas na visão.

Rico em minerais e vitaminas, tem betacaroteno, que diminui o risco de câncer, derrame, catarata e doenças cardíacas. As fibras e a água ajudam a eliminar gorduras e a regular o intestino, enquanto as sementes são fonte de ferro, zinco, fósforo, potássio e magnésio. 

Ah! A vitamina B3 estimula a formação do colágeno e revigora a pele. Além disso, da abóbora, tudo se aproveita! Confira como cada pedacinho do vegetal pode ser utilizado na culinária

Polpa da abóbora: dá sabor a pratos doces e salgados, como sopas, compotas e quibebes. A combinação com carne-seca é de dar água na boca. Você pode usá-la também em massas e panquecas. 

Flores da abóbora: Refogadas e à milanesa, até elas são comestíveis! Experimente adicioná-las à omelete. O gostinho das flores faz toda a diferença.

Brotos da abóbora: Chamados de cambuquira, incrementam os ensopados e são servidos como acompanhamento de vários pratos assados.

Casca da abóbora: Cozida, empresta um gostinho especial ao arroz, à farofa e à carne moída.

Sementes da abóbora: Basta torrá-las por cerca de 12 minutos para que elas se transformem num saudável aperitivo.

8 principais tipos de abóbora 

Estas são as principais variedades, entre as mais de 100 existentes. Saiba em que tipo de pratos elas combinam mais.


Japonesa (ou cabotiã): Mais consistente e menos úmida, a polpa é ideal para preparar pratos salgados, como sopas e refogados. 


Espaguete (ou gília): Cozida, a polpa se separa da casca em longos fios, como espaguete. É ingrediente para pratos salgados, como molhos para massas e refogados com carne-seca. 


Italiana: Conhecida como abobrinha, fica ótima refogada, recheada ou grelhada. 


Menina brasileira (ou abóbora de pescoço): É a mais comum e a maior de todas. Chega a pesar 15 kg. Pode ser consumida crua, ralada fininha ou em saladas. 


Paulista: É muito parecida com a abóbora de pescoço, só que menor. É boa para sopas, refogados e doces variados. 


Moranga: A polpa é usada em refogados e sopas. ). Misture com carne-seca, frango ou camarão. 


Do campo: O formato é o de uma pera. Adocicada, a polpa serve para fazer pães, doces, e bolos. 


Brasileirinha: Tem a casca verde e amarela, de onde vem seu nome popular. Ótima para refogados 

Você sabia que as sementes de abóbora estão entre os alimentos com maior teor de fibras? Por isso, esse alimento ajuda no funcionamento do intestino e no emagrecimento. Além disso, elas são riquíssimas em vitaminas E, A e do complexo B.

E os benefícios não param por aí. “O consumo de semente de abóbora ajuda a fortalecer o sistema imunológico, uma vez que é fonte de zinco, mineral necessário para as células de defesa do organismo”, afirma Bruna Murta, nutricionista da rede Mundo Verde. “Outro mineral presente é o potássio, que ajuda a controlar a pressão arterial”, complementa a especialista.

Você pode consumir também o óleo extravirgem feito com essas sementinhas. Ele é fonte de ômega 9, ácido graxo monoinsaturado que auxilia na prevenção e no controle de doenças cardiovasculares. Seu consumo contribui também para a redução de colesterol e triglicérides. E mais: esse óleo tem efeitos antioxidantes, que previnem o envelhecimento celular graças à vitamina E. Sua pele agradecerá!

Torradas e salgadas, as sementes de abóbora podem ser usadas no preparo de pães e sopas. Também podem ser consumidas como aperitivo. Moídas, elas substituem o sal para temperar a comida. Em saladas, experimente regar com o óleo. Fica saborosa!

DICA

Faça 24h de dieta líquida (detox).

**Suco detox: 200 ml de suco de uva integral, 200 ml de suco de abacaxi, 7 copos de água, meia colher de chá de gengibre ralado, meio copo de suco de laranja, meia colher de chá de canela e uma pitada de cravo-da-índia. Bata tudo no liquidificador. 

Termine a dieta com uma Sopa de Abóbora (moranga). Refogue 2 dentes de alho e 01 cebola. Acrescente 500ml de água e 250g de abóbora e 01 pimentão, em cubos. Cozinhe por 15 mnts, depois acrescente 01 tomate picado, 02 colheres de extrato de tomate e sal à gosto. Deixe em fogo baixo até estar tudo bem cozido, porém firme. Polvilhe orégano na hora de servir.

FONTE


Um comentário:

  1. Parabens pela estrutura e conteudo de seu blog, Forte abraço Renato Artesanato em MDF

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.